Como proteger a audição do barulho dos fogos de artifício?

O que você vai ler neste post

Em meio a contagem regressiva para a virada do ano, a queima de fogos de artifício é uma prática muito comum nas festas de final de ano. Mesmo em meio à pandemia do coronavírus, quando as comemorações deverão ser mais comedidas, os fogos ainda estarão presentes – ainda que em menor escala.  O problema é que o barulho excessivo causado pela soltura dos fogos pode prejudicar sua audição. E até mesmo causar perda auditiva temporária ou mesmo definitiva.

Isso porque acontece porque o som emitido pelos rojões e demais artigos pirotécnicos, pode atingir de 100 a 120 decibéis (dB), volume acima do limite recomendável pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com a entidade, a exposição prolongada a ruídos com frequência superior a 85 decibéis pode gerar danos irreversíveis à audição.

O forte barulho causado pelos fogos de artifício percorre todo o ouvido e atinge as células da cóclea, cuja função é converter as ondas sonoras mecânicas em impulsos elétricos, que são transmitidos ao cérebro pelo nervo auditivo. Esse som alto mata as células ciliadas, que não são regeneradas pelo organismo. Esses danos são chamados de trauma acústico.

A exposição a ruídos elevados é uma das principais causas de perda auditiva, principalmente entre os jovens. Segundo estimativa da OMS, cerca de 400 milhões de pessoas, o equivalente a mais de 5% da população mundial, convivem com algum tipo de deficiência auditiva. A entidade calcula que nos próximos anos cerca de 1 bilhão de jovens em todo o mundo correm o risco de desenvolver problemas auditivos. De acordo com a OMS, o risco atinge 50% das pessoas entre 12 e 35 anos.

Como saber se a audição foi afetada?

Os principais sintomas de que a audição está prejudicada são pressão no ouvido, dores de cabeça, zumbido no ouvido ou dificuldades para escutar e entender o que as pessoas falam, principalmente em ambientes ruidosos. Caso um ou mais sintomas permaneçam, mesmo após o término da festa, a recomendação é procurar um médico otorrinolaringologista para realizar uma avaliação.

Para se proteger do barulho causado pelos fogos de artifício e evitar danos à saúde auditiva, a recomendação é manter-se distante da explosão dos fogos. A distância de segurança para os adultos é de pelo menos 15 metros, enquanto as crianças devem ficar distante pelo menos 50 metros da queima dos fogos. Entretanto, quanto mais longe estiver da fonte do som, menores serão os riscos de prejuízos à audição.

Caso não seja possível ficar longe dos fogos de artifício, a alternativa é utilizar filtros de proteção contra o ruído, que protegem audição contra o barulho excessivo. Os filtros evitam os ruídos indesejados, mas preservam os sons da fala. Ou seja, não é necessário tirar o filtro para conversar com os amigos ou familiares. Para melhorar ainda mais a performance dos filtros, é possível fazer um protetor personalizado, feito exclusivamente para se adaptar ao formato do seu canal auditivo.

Aparelho auditivo é o mais indicado

O uso do aparelho auditivo é a solução nos casos de perda auditiva causado por trauma acústico. O aparelho não restaura a audição, mas devolve ao usuário a capacidade de ouvir os sons com clareza e se comunicar com os amigos e familiares. Desenvolvidos com tecnologia de última geração, os aparelhos auditivos são discretos e de fácil manuseio. Existe uma infinidade de modelos no mercado, que se adaptam às necessidades auditivas de todos os usuários.

A OUVI Aparelhos Auditivos oferece aos pacientes as mais modernas tecnologias de aparelhos auditivo disponíveis no mercado. Contamos ainda com uma grande variedade de filtros e protetores auditivos, indicados para cada atividade ou ruído. Além disso, temos uma equipe capacitada de fonoaudiólogos, que estão à disposição para a ajudar a restaurar a sua audição.

Agende uma visita a uma de nossas unidades e conheça os benefícios de ouvir todos os sons que a vida tem a lhe oferecer. Nossa nova matriz está localizada na Rua Francisco Sales, 245, bairro Martins, em Uberlândia (MG). A OUVI ainda está presente em outros seis endereços, sendo outra unidade em Uberlândia e nas cidades de Uberlândia (MG), Araguari (MG), Goiânia (GO), Itumbiara (GO) e Catalão (GO).

Leia também: Perda auditiva induzida por ruído: como identificar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *