Previna-se: perda auditiva começa cada vez mais cedo

O que você vai ler neste post

Quando falamos em perda auditiva, é comum associarmos a pessoas idosas. De fato, os problemas auditivos têm incidência maior na população da terceira idade. Entretanto, a perda auditiva tem começado cada vez mais cedo e ameaça a audição das novas gerações. Isso porque a vida nas grandes cidades é extremamente barulhenta e coloca em risco a saúde auditiva. Segundo estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), 1 bilhão de jovens em todo o mundo correm o risco de desenvolver problemas auditivos. 

A exposição prolongada a ruídos elevados e constantes causados por situações do dia-dia, como trânsito carregado e ouvir música em alto volume, seja nos aparelhos eletrônicos, shows ou casas noturnas, podem danificar as células sensoriais auditivas. Quando danificadas, essas células não se regeneram e levam a perda de audição.

Além dos barulhos inevitáveis da rotina nas metrópoles e capitais, algumas atividades profissionais deixam as pessoas mais suscetíveis a desenvolver perda auditiva. São os casos, por exemplo, de trabalhadores da indústria, construção civil, músicos, cabeleireiros e professores. Esses profissionais estão expostos diariamente a ruídos elevados e podem, ao longo do tempo, desenvolver perda auditiva.

Como se proteger

Você deve estar se perguntando: existe uma maneira de proteger a audição dos barulhos? Sim, existe! Para reduzir o risco de desenvolver perda auditiva precoce, uma alternativa é utilizar um protetor auricular ou filtros de proteção contra o ruído. Existem filtros para situações específicas, que protegem contra música em alto volume, ronco de motores e barulho de trânsito intenso, por exemplo. 

A recomendação também é evitar ao máximo ficar exposto a sons altos por um longo período. Quando for a um show, evite ficar muito próximo da banda ou das caixas de som. Outra ação importante é não abusar do fone de ouvido. Faça pausas frequentes e jamais escute a música no volume máximo.

Em muitos casos a perda auditiva acontece de maneira gradativa. Por isso, é fundamental realizar exames auditivos com frequência. A audiometria identifica se há algum tipo de perda auditiva e qual o grau, que pode ser leve, moderado ou severo. Quanto mais cedo a perda auditiva for identificada, mais efetivo será o tratamento da reabilitação auditiva.

Vive bem é OUVI!

Você encontra todas as principais soluções auditivas e as mais modernas tecnologias em aparelhos auditivos na OUVI Aparelhos Auditivos, maior empresa de aparelhos auditivos do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Contamos com estrutura completa, equipamentos de última geração e uma equipa altamente qualificada de fonoaudiólogos.

Referência em prevenção e reabilitação auditiva há quase 30 anos, a OUVI é revendedora oficial da Phonak, líder mundial do segmento. Nosso portfólio é composto por mais de 40 soluções auditivas, que atendem às necessidades auditivas de cada paciente.  

A audição é urgente e não pode esperar. Por isso não perca tempo e agende uma visita a uma de nossas unidades nos estados de Minas Gerais e Goiás. São sete unidades em Uberlândia (MG), Uberaba (MG), Araguari (MG), Goiânia (GO), Itumbiara (GO) e Catalão (GO). Volte agora mesmo ao mundo dos sons!

Leia também: Como pagar pelo aparelho auditivo? Veja as principais opções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *