Medicamento contra o câncer pode causar perda auditiva

O que você vai ler neste post

O câncer é uma das doenças que mais mata no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no ano passado cerca de 10 milhões de pessoas perderam a vida pela doença. Os principais tratamentos são cirurgia, quimioterapia e radioterapia. O problema é que os medicamentos utilizados para o tratamento da doença trazem uma série de efeitos colaterais, incluindo a perda auditiva.

Isso acontece porque os medicamentos utilizados durante o tratamento são tóxicos para o ouvido e podem causar perda auditiva ou alterações no sistema vestibular do paciente.

A alta concentração de substâncias tóxicas pode comprometer as células do ouvido interno. A consequência é o risco de surgir alterações cocleares, incluindo a perda auditiva bilateral, zumbido no ouvido e dificuldade de se comunicar em ambientes ruidosos e na compreensão de fala.

Outro problema auditivo que pode surgir durante o tratamento contra o câncer é o acúmulo de água atrás do tímpano, dificultando a audição. No entanto, não há motivo para pânico. com acompanhamento médico é possível diagnosticar, desde o início, os sintomas da perda auditiva nos pacientes com câncer em tratamento.

Incidência é pequena

O tratamento contra o câncer é a prioridade absoluta nesses casos. Por isso, o uso de alguns desses medicamentos ototóxicos costumam ser fundamentais para que o tratamento seja bem-sucedido. A boa notícia é que, com o avanço da medicina, os medicamentos ototóxicos estão sendo cada vez menos utilizados nos tratamentos preventivos ou curativos.

Além disso, estudos comprovam que uma pequena parcela dos pacientes que utilizam os medicamentos desenvolve problemas auditivos. Entretanto, caso isso aconteça, é fundamental realizar o tratamento auditivo durante e após o tratamento contra o câncer. A recomendação é fazer um acompanhamento durante todo o tratamento, como forma de prevenção. A qualquer sinal de perda auditiva, deve-se iniciar a reabilitação auditiva.

O aparelho auditivo é indicado na maioria dos casos de perda auditiva. O dispositivo não restaura a audição, mas devolve ao paciente a capacidade de ouvir os sons com clareza, mesmo em ambientes ruidosos. Por isso, é importante ficar atento aos sinais de perda auditiva e procurar um especialista assim que for identificada a dificuldade de escutar. Iniciar o tratamento o quanto antes é fundamental para manter a qualidade de vida, liberdade e independência.

Venha para a OUVI!

Na OUVI Aparelhos Auditivos o paciente tem suporte completo para o tratamento e reabilitação auditiva. São quase 30 anos de experiência e uma equipe qualificada de fonoaudiólogos, que participam de todas as etapas do processo. Nossos profissionais estão à disposição para tirar todas as dúvidas sobre o funcionamento e o manuseio do aparelho.

A OUVI conta com estrutura completa, equipamentos de última geração e um atendimento personalizado. Afinal, cada paciente tem uma demanda auditiva própria e deve ser tratada de maneira exclusiva. O objetivo é proporcionar conforto e preço justo, para que você tenha a melhor experiência auditiva possível.

Nossa nova matriz está localizada na Rua Francisco Sales, 245, bairro Martins, em Uberlândia (MG). Para maior comodidade e conforto, a OUVI ainda está presente em outros seis endereços, sendo outra unidade em Uberlândia e nas cidades de Uberaba (MG), Araguari (MG), Goiânia (GO), Itumbiara (GO) e Catalão (GO). Agende agora mesmo uma consulta à unidade mais próxima. Afinal, viver bem é OUVI!

Leia também: Projeto permite deduzir aparelho auditivo no Imposto de Renda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *